quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Montando um terrário fechado



O que é um terrario ?



Também chamado de micro-jardim ou floresta encapsulada, o terrário é um ecossistema em miniatura mantido dentro de um recipiente de vidro.

A descoberta, que deu origem ao sistema, ocorreu no século XIX quando o médico inglês, Nathaniel Ward, fez uma experiência colocando pupas de borboletas e terra em uma caixa de vidro fechada a fim de observar a metamorfose dos insetos.

No entanto, o que ele viu foi o surgimento de espécies de plantas que sobreviveram encapsuladas.
Em função disso, esse sistema auto-suficiente foi batizado de Caixa de Ward e antecede os terrários modernos de hoje.


 No meu caso, eu não conhecia até ver na internet esta materia:


 PLANTA SOBREVIVE A 40 ANOS EM TERRÁRIO LACRADO

 Uma planta cultivada dentro de uma garrafa de vidro está viva há 40 anos sem ar fresco ou água.

O jardineiro David Latimer, 80 anos, plantou o exemplar em uma garrafa de vidro em 1960 e lacrou o frasco 12 anos depois. Mas, para sua surpresa, até hoje ela continua viva e forte.



Especialistas dizem que a garrafa pode ser um perfeito ecossistema completamente autossuficiente com a planta e bactérias trabalhando ativamente no solo.

A única coisa externa necessária para manter a planta viva durante tantos anos é a energia vital para promover a produção de glicose, seu alimento que a faz crescer e se manter viva. Evidentemente, a fonte energética vem do Sol.

A água já existia dentro da garrafa quando a planta foi inserida e ela continuou a ser reciclada, enquanto as bactérias da terra quebravam materiais orgânicos em decomposição que caíam da planta, liberando dióxido de carbono, tão necessário para o processo de fotossíntese.

O senhor Latimer disse que quatro espécies foram plantadas e quando a garrafa foi lacrada, 3 morreram e apenas 1 sobreviveu todo esse tempo.

Ele afirmou ao portal Dailymail que espera deixar a garrafa para seus filhos quando morrer. Mas, se eles não quiserem, a Royal Sociedade de Horticultura da Inglaterra já demonstrou grande interesse em adquiri-la.
Vejam mais fotos e a notícia completa (em inglês) no DailyMail:
 Achei maneiro, e resolvi fazer um pequeno terrario fechado como o do sr. Latimer da materia acima.

Como fazer um terrario ?

Se pesquisar este assunto aqui na rede vai encontrar as mais variadas maneiras de se construir um terrario, aqui vou lhes dizer como fiz o meu primeiro.

Encontrei um vidro de conserva, coloquei pedras no fundo, depois areia e por ultimo terra (que peguei em um bosque) pareceu-me uma terra boa para isso rsrs.

Na sequência tirei do solo algumas plantinhas pequenas e plantei no terrario, depois coloquei agua, a ideia foi fazer um terrario bem umido, imitando as condições climaticas da nossa floresta tropical umida.

Coloquei também alguns seres vivos para equilibrar o ecossistema:
Oniscideas - da familia dos famosos tatu-bolinha, essa especie vive em lugares umidos e ao abrigo da luz. 
Subulina Octona - conhecido também como caracol pontudo, é um caracol pequeno, que mede no maximo 1cm, e que foi um grande erro colocar no terrario, mas explico isso mais adiante.





 Collembola - São seres pequenos,os maiores chegam a no maximo 2mm. São importantes pois auxiliam no controle dos fungos e na decomposição da materia no solo e ajudam o equilibrio no terrario umido.

 Coloquei duas conchas para servir de abrigo aos oniscideas, segue fotos posteriores do terrario ja pronto:



Coloquei a data na tampa para facilitar a observação de tempo e desenvolvimento no mini ecossistema.

 No segundo dia ja era possivel observar a "chuva" dentro do terrario, processo de evaporação

 No decorrer dos dias se manteve assim:



 O grande ERRO ao colocar o caracol (Subulina Octona)

A principio queria que meu terrario fosse cheio de vida inserindo estes pequenos seres, mas logo na primeira semana percebi que os caracois andavam por todo o vidro e deixavam os rastros e isso consequentemente começou a manchar o vidro. Mas a pior coisa é que eles fizeram um buraco junto a raiz da planta e esta começou a murchar. O que eu não sabia é que estes seres simpaticos subulinas se alimentam também de folhas e raizes de plantas. A morte da planta culminaria em um desastre para o terrario e consequentemente os outros seres acabariam morrendo também, gerando um grande desequilibrio, pois o segredo do terrario é a planta que ali faz todo o papel do ciclo de vida do mini ecossistema.

Retirei os caracois, que eram dois, mas demorei cerca de duas semanas para retira-los e para minha surpresa existe outro fato sobre eles que eu desconhecia:  Os caracóis são animais hermafroditas incompletos, ou seja, cada um possui os 2 sexos, mas precisam de um parceiro para realizar a cópula ou acasalamento e a fecundação.

O resultado disso é que alguns dias após a retirada deles, reparei no minimo uns 4 "caracoizinhos" em miniatura com menos de 1mm de tamanho.

Consegui retirar alguns deles, mas reparei que existem mais e com certeza vou ter que reabrir mais uma vez o terrario para retira-los quando estiverem um pouco maiores, pois não faço ideia de quantos filhotinhos restaram. A questão mais importante que quero deixar para você é que pesquise bem o tipo de ser vivo que vai colocar no seu terrario para evitar assim a superpopulação ou algum tipo de inseto que possa prejudicar a planta ou até mesmo o solo do pequeno e delicado sistema.

Quanto aos Oniscideas não reparei problema algum no começo pois só os via a noite passeando pelo terrario e durante o dia ficam abrigados dentro das conchas que deixei justamente para esta finalidade. Mas por fim em algumas semanas morreram. Também NÃO INDICO ONISCIDEAS (TATU-BOLINHA) para colocar em seu terrario, pois estes seres também SE ALIMENTAM DE PLANTAS NOVAS E BROTOS VERDES EM DESENVOLVIMENTO, além de PROBLEMAS DE SUPERPOPULAÇÃO NO TERRARIO.


Ja com os Collembolas não tive problema nenhum até hoje. Os terrarios que possuem o Collembola eu percebi que a planta esta firme, crescendo bem e o solo se mantem da mesma forma, sem alterações perceptiveis. Nos terrarios em que não existe o Collembola eu observei a aparência de fungos no solo. Os collembolas são conhecidos por atuarem como dispersores de fungos, auxiliando na decomposição da materia organica, juntamente com outros invertebrados. Alimentam-se também de bactérias, polen, algas, entre outros tipos de matéria orgânica. Pode haver canibalismo, isso significa que aparentemente se estabeleceria um equilibrio no caso de superpopulação no terrario.

Outro fato interessante é que em um terrario onde não coloquei o collembola, dias depois eu observei 2 seres deste e fiquei surpreso, provavelmente estavam no solo ou em alguma muda de planta. Pude observar também minhocas no mesmo terrario, e em outros percebi seres indefinidos e microscópicos a passear pelo solo, seres estes que ainda não soube identificar, mas é incrivel como a natureza é de todo seu esplendor, vida!!! :)

Fazendo um terrario com garrafa de whisky




 Vai precisar de uma serrinha dessas para cortar a tampa que é lacrada na garrafa




 Depois que remover a tampa, é a vez de remover o rótulo da garrafa
 Fica mais facil se você molhar bem a garrafa e com auxilio de uma lamina raspar o rotulo retirando todo o papel, aproveite para lavar o interior da garrafa.

Apos retirar o papel, com auxilio de um solvente retire a cola que sobrou do rotulo, e aproveite para limpar todo o exterior da garrafa.

 Apos isso faça uma lavagem caprichada em toda a garrafa, mantendo a mais limpa possivel, removendo qualquer tipo de produto quimico ou sujeira que possa haver principalmente no interior da garrafa, evite deixar residuo de detergente ou algo do tipo.

Ainda antes de começar a fazer o terrario, é perfeito que ja se tenha uma rolha disponivel para vedar a garrafa no caso do terrario lacrado. Se sim lave bem a rolha também.

Se caso não possuir uma rolha, é importante que tenha algum outro vedante, preferencialmente de borracha para que a vedação fique 100% e a agua do seu terrario não se evapore com os anos.

Pode se fazer também uma tampa apropriada para a garrafa, que funcione mesmo como uma rolha:

Um cabo de pazinha de lixo, com espessura semelhante ao gargalo da garrafa foi o que encontrei nesse caso, um cabo de vassoura também pode servir, mas este tem o diametro muito maior que o diametro do gargalo.

Depois de cortar é preciso tornear os pedacinhos no diametro exato do gargalo da garrafa.

Para complementar foi usado um disco de borracha em diametro ligeiramente maior ao diametro do gargalo, para garantir assim uma perfeita vedação da garrafa.
 A borracha é centralizada na rolha, e presa com um disco de metal e um parafuso que comprime a borracha e faz a isolação perfeita. O disco de metal deve ser feito com um metal leve que não enferruje e não apodreça, pode ser este de aluminio, inox ou latão. O parafuso também de preferência inox ou latão para que não se deteriore com os anos.
 Aqui as rolhas prontas


Para fazer o teste, encha a garrafa de agua e tampe com a rolha, deixe a garrafa com o gargalo virado para baixo por alguns dias, não pode haver nenhum tipo de vazamento da agua. Este teste garante que sua rolha está com uma vedação perfeita.



Agora vamos fazer o terrario. Vai precisar de terra boa, fina e livre de pedaços de vidros, metais, plasticos etc..

Vai precisar de pedrinhas pequenas que entrem pelo gargalo da garrafa, lave as pedras antes de deposita-las no vidro. Vai precisar de areia também, e de preferência peneirada e bem limpa.


1° Coloque as pedras
 2° Coloque  areia, é interessante que faça um funil de papel que chegue bem proximo ao fundo da garrafa, isso evita de sujar as paredes internas
3° Coloque a terra
 4° Coloque as mudinhas de planta.
5° coloque agua de acordo com o tipo de ecossistema que pretende criar.


Algumas pessoas colocam um pouco de carvão mineral entre  areia e pedra, isso também funciona para fazer a filtragem da agua.


Esta feito o terrario.
Os terrarios foram feitos com solos diferentes e climas diferentes também.



 No dia seguinte podemos notar a "chuva" no terrario mais umido.








Obs. O primeiro terrario foi feito no dia 28/08/2015





Estes outros 2 foram feitos dia 07/09/2015



Este ultimo foi feito dia 10/10/2015





 ******************************************





Atualização****  Hoje, dia 22/10/2015 - Reparei que o ultimo terrario feito dia 10/10/2015 os collembolas morreram.

Resolvi abrir o terrario e saiu uma grande pressão de ar de dentro dele. Um cheiro muito forte de podre também, não sei o que deu errado, visto que os outros terrarios estão saudaveis.

Eu coloquei muita agua neste, não coloquei plantas, apenas um musgo destes encontrados em troncos de arvores e alguns collembolas.


Abaixo uma foto do terrario já "morto", a foto infelizmente não ficou muito bem focada.



Nos circulos vermelhos podemos notar os collembolas mortos.




 A foto abaixo mostra o grande nivel de água no terrario.


A grande pressão no vidro veio devido ao gás da decomposição do solo, plantas, agua, seres vivos etc.

NÃO RECOMENDO COLOCAR MUITA AGUA NO TERRARIO FECHADO.







*********************************



ATUALIZAÇÃO******  HOJE 02/11/2015

FOTOS DO DESENVOLVIMENTO DOS TERRARIOS DO DIA 07/09/2015 


56 DIAS DEPOIS:





*****************************************


Atualização 16/11/2015

Encontrei e retirei mais 13 filhotes de caracol (Subulina Octona) e constatei que o tatu bolinha (Oniscidea) continua vivo. 


O resultado é que a plantinha do terrario foi devorada.


Foi necessário replantar outra planta.





Atualização 11/03/2016

A Pedidos no email, segue foto dos terrarios hoje:


Terrario do dia 28/08/2015, eu abri a tampa para o terrario respirar um pouco aberto, pois este tem mais seres que os outros, e também para equilibrar um pouco a umidade. Note a planta saiu dar um oi rsrsrs. Deixo aberto por algumas horas durante o dia, mas não é necessario caso o nivel de umidade esteja ok, caso esteja em excesso a umidade pode deixar o terrario por até 3 dias aberto. Eu abro este terrario em um periodo de 3 em 3 meses para verificar a saude da terra, das plantas e dos seres que vivem aqui. Se caso resolver abrir seu terrario note também o cheiro.. O terrario saudavel tem um odor agradavel de terra molhada, se notar um odor estranho ou desagradavel é sinal que algo esta errado. 

Notei hoje alguns filhotinhos de tatu (Oniscidea), creio que terei que remover afim de evitar superpopulação.




Este é outro terrario do dia 07/09/2015

A planta original cresceu muito e em formato de aspiral, mas morreu pois a rolha que fiz não estava segurando a umidade e não estava vedando 100%. A solução foi tirar a planta morta e deixar as menores crescer e reanimar o terrario. A rolha eu a substitiui por uma rolha de plastico.




Este é o outro terrario do dia 07/09/2015, é o terrario que eu mais gosto, parece uma mini-floresta. 

Eu o abri uma unica vez, para substituir a rolha por outra de plastico.







-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------




ATUALIZAÇÃO HOJE DIA 09/09/2016

OS TERRÁRIOS COMPLETARAM 1 ANO !!!

O primeiro foi feito dia 28/08/2015 e os outros no dia 07/09/2015, Segue as fotos 1 ano depois:


Interessante ressaltar que os terrarios ficam na sombra, como nas fotos acima. Os terrarios foram colocados sob a luz do sol direta apenas para retirada das fotos que seguem abaixo:

Terrario do dia 28/08/2015





Terrarios do dia 07/09/2015










ATUALIZAÇÃO 19/07/2017******************


Os terrários vão completar 2 anos nos meses a seguir (agosto/setembro). Esta noite eu pode observar uma coisa bem curiosa em um dos terrários do dia 07/09/15

Um caracol minúsculo passeando pelo vidro, o mais incrível é que não coloquei ele lá quando fiz o terrário. Não sei como ele se criou por ali, mas o fato é que ele existe kkkk.

Talvez um ovo na terra ou sei lá como aconteceu... Mas observe, eu consegui tirar uma foto dele e compartilhar com você :




Conseguiu ver ?? observe o circulo:



Maneiro né hehehe, fique atento de tempos em tempos, talvez a cada 6 meses ou a cada ano quem sabe eu estarei postando fotos atualizadas dos terrários para tu acompanhar e quem sabe criar coragem e fazer o seu próprio terrário rsrsrsrs.

Ah e constatei que no terrário do dia 28/08/2015 ainda tem oniscideas (tipo um tatuzinho). Creio que sejam 2 ou 3, mas é dificil de ver, as vezes eles saem a noite da concha onde vivem para passear pelo terrário.











6 comentários:

  1. Gostaria de bater um papo contigo. Pode me mandar um email?
    magicodenny@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Gostaria de saber se vc ainda tem os terrários e caso tenha, poste uma foto se possível! Grata desde já!!!

    ResponderExcluir
  3. Também estou com problemas com esses tatuzinhos kk
    Pensei em deixar uma ou duas lacraia filhote pra ver se controla a população, pq não dá pra ficar catando todos

    ResponderExcluir
  4. Estão lindos! Obrigada por postar as fotos, vou fazer o meu essa semana com base nas suas ideias!

    ResponderExcluir